Terra dos quadrados


Somos todos tão iguais e tão diferentes. Porque sofre toda essa gente? Porque não pode sentir-se excluída no mudo de sonhos e desejos impossíveis. Então é bom ser igual? Ser como todos os demais é a solução? Não, porque todos querem se destacar em meio a seus semelhantes. O que fazer? Ser diferente? Nunca! Se destacar, não destoar. Tantas regras, tantas leis, tanto sofrimento. Para que afinal se na morte seremos sempre todos a mesma coisa que some? Para garantir a existência que valha! E se, em algum lugar, em algum momento, por sorte ou infortúnio, surgir o diferente? Não pode haver espirais na terra dos Quadrados bem formados. Molde, amasse, domine, e se nada der certo, destrua a imperfeição, a subversão. A sociedade é perfeita, o sistema é perfeito e garante a todos a felicidade perfeita. Impossível tolerar a incógnita, o desvio. Aceite-se como você é e aceite o que digo que é. Não questione, isso é chato e tira a alegria da vida. Submeta-se ou suma-se. Eis o destino dos párias da Terra dos Quadrados. O exílio, que não pode se dar em outro lugar que não seja a Terra das Mentes e Corações que Vagueiam Sozinhos. Escuridão, esconderijo perfeito para as lágrimas que vertem no choro triste dos deslocados. Com quem falar senão com botões… e viva a modernidade,… os botões agora levam a um mundo além das rochas quadradas. Não muito melhor, mas anônimo e escondido em meio a milhões de anônimos que timidamente tentam se revelar. Ser outro torna-se fácil. É possível ser você enquanto mantem seu ajuste e funcionalidade, e é possível ser funcional enquanto se voa livre e solitário rumo às espirais disformes dos magníficos vendavais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s