Que sinuca…


Quando o Sérgio Cabral anunciou que não participaria de debates no primeiro turno, a justificativa era que os eleitores já conheciam seu trabalho. Uma estratégia para preservar sua imagem, certamente. Algum assessor deve ter advertido que esse artifício não ia soar muito bem junto aos cidadãos fluminenses. Pareceria uma admissão de culpa frente aos incessantes problemas do Estado. Depois de uns dias ele mudou sua posição e aceitou participar do debate da Band. Mas ao aceitar era certo enfrentar críticas e ataques à sua atuação como governador. Que situação, hem! Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!

Eu assisti ao debate e em dado momento me impressionou a tranquilidade com que Cabral afirmava os avanços de sua gestão. Saúde, educação, segurança, tudo parece estar estatisticamente melhor do que antes. Eu cheguei a me perguntar se moro mesmo no Rio de Janeiro, se meu filho estuda mesmo na Faetec, se já fui a uma UPA,  se os trens mal conservados e enguiçados eram mesmo da Supervia ou do Metrô Rio. Isso para não mencionar a preocupação constante e o cerceamento do direito de ir e vir, resultado talvez de alguma paranóia minha, já que a segurança pública apresenta tantos avanços. Ou será que o governador é que mora fora daqui?

Share

Anúncios

2 Respostas

  1. Marque a resposta correta:

    1)Esquizofrênia
    2)Perversidade
    3)Estupidez
    4)Todas as respostas anteriores.

    • Eu marcaria a resposta 4. A extrema arrogância pode ser resultado de qualquer um dos males mencionados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s