Realengo não é Columbine


 

Eu gostaria de ter o que dizer diante do covarde massacre de estudantes em Realengo. Não sei se consigo, estou chocada. Tentei olhar como mãe, mulher, como ser humano. Estou tão confusa quanto as notícias que ouço e vejo.  Quando um homem decide ir a uma escola atentar contra crianças, aterrorizar uma comunidade, decidir quem vive ou morre e ainda se acha no direito de deixar exigências pós-mortem, creio que é hora de pararmos e meditarmos, para talvez entender um pouco o que acontece com nossa sociedade.  Nesse recolhimento consternado, quero oferecer meus sinceros sentimentos de pesar, minha solidariedade, apoio e preces às famílias de todos vitimados por esse terror.

Share

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s