Chega de hipocrisia #PRONTOFALEI


Se for para barrar o iraniano Mahmoud Ahmadinejad, então vamos boicotar também o israelense Benjamin Netanyahu, Obama, a determinada samaritana Hillary Clinton e tantos outros que hipocritamente apontam o dedo acusador da moralidade enquanto ignoram com muita determinação as violações contra os direitos humanos cometidos por suas próprias Nações, dentro e fora de seus territórios pátrios.

O discurso das minorias unidas em defesa de direitos essenciais é lindo. E necesário. Mas o que fazemos quando somos maioria ou mais fortes? Qual nossa postura quando o poder de fogo é nosso? Como defendemos o outro de nossas sombrias ambições? A Federação Israelita se posiciona firmemente em favor dos Direitos Humanos quando o algoz é outro? Ou estava usando o momento de luta pela tolerância religiosa para propagandear mais intolerância político-cultural?

Eu aprendi uma coisa com uma pessoa humilde mas de grande sabedoria: não fique reparando tanto no quintal do vizinho, faça o melhor que puder pos sua própria casa. Vale para tudo! #PRONTOFALEI


Anúncios

#PRONTOFALEI Velhinhos também podem ser pilantras


Definitivamente a idade avançada não tem qualquer relação com o caráter. Nem é sinônimo, nem aumenta proporcionalmente com o passar do tempo. Foi-se o tempo em que uma cabeleira prateada inspirava automática confiança. Se o sujeito leva uma vida de trambiques, o que a idade lhe acrescenta? Experiência como velho trambiqueiro. Porque essa revolta?

Estava eu em busca de uma casa para alugar quando me deparei com uma plaquinha em um portão. Na verdade, estava visitando casas de imobiliárias, e constatando que a maior parte dessas empresas já descobriu como usar o photoshop.E bem! Meu marido decidiu ligar, estava cansado, a casa parecia boa e o local tranquilo. Escaldados, ele perguntou logo o valor e as condições: dois meses de depósito. Marcamos de ver no dia seguinte. Continue lendo

O prejuízo é sempre nosso V


Aproveitei a oportunidade de estar próxima ao Fórum de Campo Grande para verificar a quantas andava meu processo contra o Bradesco. Eu já contei sobre ele anteriormente, nos posts “O prejuízo é sempre nosso“, “O prejuízo é sempre nosso II“, “O prejuízo é sempre nosso III” e “O prejuízo é sempre nosso IV“. Meu advogado me explicou que basta eu comparecer ao cartório com o número do processo e o documento de identidade, me apresentar como uma das partes interessadas, e posso ver o processo. Foi o que fiz. O juiz decidiu a meu favor, fixando valores para ressarcimento e danos morais. Isso ainda em 2010. Agora a coisa se arrasta no cartório. Ou seja, ganhei mas não levei. Entre muitas idas e vindas, e demoras fenomenais, o juiz determinou, no fim de 2011, que fosse expedido um mandado de penhora a ser executado diretamente na tesouraria do banco. Fiquei esperançosa de chegar ao fim dessa jornada. Não sei quanto a vocês leitores, mas eu sou uma pessoa muito dinâmica, sempre envolvida em cumprimento de metas e prazos. Talvez por isso eu não goste de colecionar assuntos pendentes. Continue lendo

Se forem comprovados excessos …


Essa é a frase mais conhecida de todos nós moradores dessa Maravilhosa “Vila do Chaves”. “Se forem comprovados excessos, serão tomadas as medidas necessárias”. Mais uma vez a guarda municipal demonstra seu total e completo despreparo, sua atuação inconstitucional, e sua truculência. A Constituição prevê a possibilidade de se manter uma Guarda Municipal mas define claramente seu papel e a forma de sua atuação. A do Rio prima pelos equívocos e desvios de função e comportamento. Mas nossos amados governantes Kikobral e Eduardo Chaves insistem em fazer somente o que lhes dá na telha. Ou na pouca telha. Impressionante.

Hoje no RJTV 1ª edição assistimos mais um desmando da Guarda de Chaves. Um idoso atingido por uma arma de choque por defender seus biscoito e um homem atacado a cacetete por estar passando por ali. O rapaz que pediu para sair e agora é “comentarista” de telejornal, a todo momento tenta justificar a agressão SUGERINDO que os Guardas poderiam estar reagindo a um ataque. E criticando a população por se posicionar contrária aos desmandos da Guarda. Ora meu senhor, o combate aos vendedores ambulantes seguem normas de atuação também. É preciso inclusive que se registre um documento relatando o que está sendo apreendido. E a população será que é doida? Deixa seus compromissos, larga o que está fazendo só para agredir na mão os pobres trogloditas armados?


Continue lendo

Feira de Trocas


Dia 14/08 – Domingo

São Paulo

* O Cineclube Socioambiental Crisantempo realiza a “FEIRA DE TROCAS” com o objetivo de promover um espaço de reflexão sobre o consumo, trocar diversos tipos de objetos, saberes e sabores. A prática da economia solidária é um passo decisivo no universo da consciência socioambiental e planetária.

O que trazer?
Livros, roupas, Cds, Dvds, brinquedos, objetos de decoração em bom estado. Alimentos saudáveis e plantas são bem-vindos. Serviços e saberes também podem ser trocados e divulgados !

Como funciona?
Cada um coloca seus bens num local e utiliza uma etiqueta com seu nome. Após a organização dos espaços pessoais , os participantes circulam para conhecer os espaços dos outros e num determinado momento (ao tocar do sino) começam as trocas.

Doações?
Há uma mesa na área central destinada a doação para instituições que necessitam.

ESTIMULE A TROCA. MOVIMENTE E PARTICIPE !

Local: Cineclube Socioambiental Crisantempo – R, Fidalga, 521 – Vl. Madalena São Paulo
Dias: 14 de agosto, 4 de setembro, 2 de outubro e 6 de novembro – domingos
Início: 14:00 – 17:00
Entrada: Entrada franca e solidária.

Amizade nunca acaba


Quando os amigos queridos estão longe, só as boas lembranças podem aplacar a dor da saudade. Feliz Dia do Amigo!

SOS Bombeiros – Anistia já!


Bombeiros continuam em frente à ALERJ lutando por condições de trabalho dignas. Na tarde de hoje eles se organizaram para pedir assinaturas de apoio em favor da Anistia para os bombeiros presos no dia 03 deste mês.

Foto Mônica d’Oliveira

E o chamado era atendido prontamente pela população. Minha maior dificuldade foi conseguir chegar até uma mesa e encontrar uma folha disponível. No pouco tempo em que passei ali, percebi que já haviam centenas de assinaturas. E a movimentação de fim de expediente nem havia começado.  As fitas vermelhas eram disputadas e ostentadas com orgulho nas roupas, bolsas, carros, motos, onde a criatividade mandasse.

Foto Mônica d’Oliveira

Certamente serão necessárias muitas assinaturas para sensibilizar o legislativo a tomar posição que contrarie os desmandos governamentais. Bem, eu já assinei. Se você também achar que é uma boa causa, eles estarão   na ALERJ esperando pela sua assinatura.

Share