Feliz Dia do Amigo


Amigos podem ser chatos, implicantes e viver discordando da gente em tudo. Chamam nossa atenção, dão bronca, mandam aquela “real”. Algumas vezes não querem ouvir de jeito nenhum, outras estão tão carentes que não nos deixam respirar. Só amigos nos conhecem e aceitam como somos, valorizam nossas qualidades mas também conhecem nossos defeitos e manias. Só os amigos estão ao nosso lado na dor, na tristeza e nos momentos difíceis.

Perto, longe, nas lembranças, nos encontros, na saudade que sabemos eterna, podemos sempre sentir o conforto e amparo da amizade sincera. Um privilégio e uma benção para compartilhar a dura jornada da vida. Verdades amargas, abraços silenciosos, torcida entusiasta, celebrações, despedidas, não esperar nada em troca, laços que se estendem e não se partem por nada.

Meus amigos queridos, vocês são perfeitos exatamente do jeito que são. Sejam como quiserem ser e estejam certos do meu carinho e apoio.  Adoro vocês, e agradeço sempre sua presença em minha vida!

Para todos os amigos…


Para os amigos antigos e os novos, para os distantes e os que estão pertinhos, para os que partiram e só nos resta a saudade. Para os que nos prendem em abraço forte e para os que nos conquistaram na troca virtual.  Ainda que tenhamos nos despedido com um beijo ou uma birra. Se eu não puder te abraçar ou falar contigo hoje. Seja como for, onde quer que você esteja, quero agradecer sua amizade e celebrá-la com esta linda canção!

Share

Feliz Dia do Amigo!!


Para vocês que podem até não saber ou perceber, mas iluminam os dias sombrios, semeiam pequenas e grandes alegrias, renovam minhas forças, apoiam meus passos, confortam minhas dores, estimulam meus pensamentos, dividem comigo fardos e esperanças. Vocês que me deixam entrar em suas vidas e entram na minha, de mansinho ou num arroubo, espantando as armadilhas da solidão. Para vocês que estejam aonde estiverem terão sempre lugar em meu coração!

Foto: Vladmir Oliveira

Share

Quer ser meu amigo no Orkut?


Perdi-me no silêncio de meus pensamentos. Dezenas de pessoas ao meu redor, e eu me sentindo tão só. Olhei em volta e pensei haver algo errado comigo. Deveria estar interagindo, curtindo,trocando idéias, fazendo parte. Mas parte de que? Em minha mente o burburinho cessou e pude observar as pessoas com maior atenção. E foi então que percebi que não era a única que estava só. Todos estavam. Tentavam ansiosamente fazer parte de algo, qualquer coisa, para poderem sentir-se conectados ao Mundo e ao Outro, esse ser imaginário tão importante que dá sentido às nossas vidas. Continue lendo