Armadilhas filosóficas


As premissas analíticas da lógica aristotélica podem ser argumentos vitoriosos em muitos debates. Sem nem perceber muitos de nós as usamos quase automaticamente em questões particulares ou públicas. Mas seguir a lógica aristotélica ao pé da letra pode levar a conclusões absurdas como:

Deus é amor
O amor é cego
Stevie Wonder é cego
Logo, Stevie Wonder é Deus

Nada é melhor do que a felicidade eterna
Um tomate já é melhor do que nada
Logo, um tomate é melhor do que a felicidade eterna

Imagine um pedaço de queijo suíço daqueles bem cheios de buracos
Quanto mais queijo, mais buracos
Cada buraco ocupa o lugar em que haveria queijo
Assim, quanto mais buracos, menos queijo
Quanto mais queijo mais buracos e quanto mais buracos menos queijo
Logo, quanto mais queijo menos queijo!

Disseram-me que eu não sou ninguém
Ninguém é perfeito
Logo, eu sou perfeito

Toda regra tem exceção
Isto é uma regra
Logo, tem exceção
Portanto, nem toda regra tem exceção

Share

Anúncios

No intervalo


Pode relaxar! A essa hora, provavelmente a sua já voltou para a casa dela. Se não voltou, está prestando atenção no Faustão ou no Sílvio Santos. Tempo suficiente para salvar e enviar para zoar com os amigos. Eu até que dei sorte, tenho pena do meu pobre marido.

Será possível?

Share

No intervalo


Quem lembra da moça que passava vendendo de porta em porta? Faz tempo mas eu lembro … Não lembra? Tem certeza?

Vai add?

Share

Coletânea O Retorno da Hora do Espanto – XVII


Eu não acreditei quando li “Paiçandu” escrito assim. Me causou estranheza. Parecia erro de grafia. Não é, o nome da cidade é esse mesmo e fica no Paraná. É lá que milita o simpático Bimbim, com sua barba talibã e seu chapéu de mestre cuca.

Espero que esse faça somente bombas de chocolate...

Share

Coletânea O Retorno da Hora do Espanto – XVI


Para descontrair um pouco.  Geeente, não é que o Partido Republicano é cheio de figuraça? Será uma exigência para se candidatar?

A dupla dinâmica da pacata Araponga

Share

Risadinhas educativas


Muitas saudades e muita correria. Já nem é novidade. Enquanto luto para  tentar organizar meu mails, vou me divertindo com as gracinhas que encontro. A piadinha abaixo encontrei em um deles e resolvi publicar. Além de engraçada e interessante, serve para pensarmos um pouco em como vamos gastar nosso direito de voto. Espero que gostem! Volto logo,

Havia certa vez um homem navegando com seu balão, por um lugar desconhecido. Ele estava completamente perdido, e  grande foi sua surpresa quando encontrou uma pessoa… Ao reduzir um pouco a altitude do balão, em uma distância de 10m aproximadamente, ele gritou para a
pessoa:

– Hei, você aí , onde eu estou?

E a jovem respondeu:

– Você está num balão a 10 m de altura!

Então o homem fez outra pergunta:

– Você é professora, não é?

A moça respondeu:

– Sim…Puxa! Como o senhor adivinhou?

E o homem:
– É simples, Você me deu uma resposta tecnicamente correta, mas que não me serve para nada…

Então a professora pergunta:

– O senhor é secretário da educação, não é?

E o homem:

– Sou…Como você adivinhou???

E a Professora:

– Simples: o senhor está completamente perdido, não sabe fazer nada e ainda quer colocar a culpa no professor.

Share

Série papai é dodói – VII


Esse é praticamente um criminoso. Digo praticamente porque não sei a origem da foto, então pode ter sido tirada em um país com incentivo ao tabagismo infantil. Mas acredito que seja pouco provável existir uma insanidade dessas. A criança está suja, descabelado e ainda posa com cigarro na boca. Parece resultado de um papai sem noção tomando conta da filhota sozinho pela primeira vez na vida. Muito sem noção mesmo, porque se essa foto existe provavelmente é porque ele achou graça e tirou!

Imita papai filhota... como é que papai faz??

Share