Qual a vantagem afinal?


Estava assistindo ao Record Notícias e uma nota me chamou a atenção. Não vou nem destacar que era um absurdo, porque a maioria das notícias que li e assisti nos últimos dias se encaixam perfeitamente nessa categoria. Mas essa notícia mostra bem como nossa sociedade está doente. As imagens são do circuito interno de um prédio no Rio Grande do Sul e são de tão boa qualidade que quase dispensam a narração da âncora. Uma mulher passando mal, desmaia na portaria do prédio em que mora. Os presentes no momento largam o que fazem e vão prestar socorro. Um rapaz retira o óculos que ela estava usando e coloca na bancada da recepção. Uma correta medida de segurança, já que é um objeto frágil que poderia quebrar, e além do prejuízo ainda poderia ferir sua dona. Enquanto aguardam o socorro um outro morador surge, se aproxima do grupo, observa, vai até a bancada, pega o óculos, disfarça um pouco e guarda no bolso. Continue lendo

Série papai é dodói – VII


Esse é praticamente um criminoso. Digo praticamente porque não sei a origem da foto, então pode ter sido tirada em um país com incentivo ao tabagismo infantil. Mas acredito que seja pouco provável existir uma insanidade dessas. A criança está suja, descabelado e ainda posa com cigarro na boca. Parece resultado de um papai sem noção tomando conta da filhota sozinho pela primeira vez na vida. Muito sem noção mesmo, porque se essa foto existe provavelmente é porque ele achou graça e tirou!

Imita papai filhota... como é que papai faz??

Share

Série Papai é dodói – VI


Passeio no parque, domingo feliz. Papai resolve tirar uma foto para levar de lembrança. Quer melhor cenário para seu tigrão do que esse? Segurando a corrente do leão… coisa de macho! O pobrezinho chora desesperado. Já deve ter rolado uns gritos ou uma chantagem emocional básica, é claro. Ninguém socorre a pobre criança, que crueldade. Depois quando ele crescer e detestar animais a ulpa é de quem??

É gatinho filho... é Rei Leão hehe, ri pro papai e faz carinho no gatinho

Share

Série Papai é dodói – V


A pobrezinha deve ter implorado para não sair de casa. “Pai essa roupa tá me incomodando, eu quero poder brincar…” . Perceba que enquanto ele sorri e se exibe, ela segue de cabeça baixa demonstrar o menor entusiasmo.

Viu como papai sabe das coisas...tá todo mundo te admirando filhota!

Share

Série Papai é dodói – IV


Imagina comigo… A mãe precisa ir a um compromisso e pede ao pai largadão para cuidar da filhota. Pensando no bem estar da menor, papai decidi levar ela para pegar um solzinho enquanto ele pega ondas iradas. Quando ele resolve que é hora de voltar para casa a criança está desse jeito. Será que ele faz idéia da dor que ela está sentindo??

Ai como tá linda a princesa do pai! Toda coradinha de praia!

Share

Mentiras e solidão – parte II


Já faz um tempinho que eu escrevi aqui sobre como as mentiras podem levar o ser humano a ficar cada vez mais solitário. Continuei pensando nesse assunto e percebi que nossa época criou novos formatos de mentiras e mentirosos. Pessoas mentem por solidão. Como? Com pequenas inverdades ou grandes fantasias. Para ser aceita, se destacar ou apenas dar sentido a vida. Eu não sei ao certo. Mas isso acontece muito. Acho que já mencionei que sou uma pessoa muito observadora e uma boa ouvinte. Talvez por perceber que eu ouço com atenção, as pessoas costumam puxar conversa. Desde um bom e velho amigo até um estranho em uma fila. Eu não me incomodo, até gosto. Já conheci boas pessoas assim, em uma boa conversa. Mas já ouvi muita fantasia também. Digo fantasia porque algumas histórias extrapolam os limites da mentira. São verdadeiros “causos” urbanos. Quase impossível conter o sorriso incrédulo em meio a apaixonada narrativa.

Esses dias fui encontrar alguns amigos. Logo apareceram conhecidos, e  os conhecidos dos conhecidos, e foram se juntando ao que antes era um pequeno e reservado grupo. Não nos tornamos uma multidão, mas já era um número suficiente de pessoas para haver as conversas paralelas. Antes do fim da noite eu já havia constatado uns seis mentirosos sociais, sendo dois deles na categoria “educação/desconforto”, um na categoria “status/poder” e os outros três na categoria livre mesmo. Para premiar a noite tínhamos entre nós também um incrível e carismático mentiroso compulsivo. Continue lendo

Série Papai é dodói – III


Nem duvido que em tempos de Copa essa cena familiar seja bem comum. Percebam que na mesinha, caneco e copo dividem espaço com outra mamadeira, já vazia. Tudo preparado para não perder nenhum lance. Se ele não tem medo da criança engasgar? Que nada, isso é mito. Afinal ele mesmo já bebeu deitado e não aconteceu nada.

Toma nenê, bebe tudinho pra mamãe deixar papai ver o jogo.