Oportunidades para Profissional de Comunicação Social


Recebi a divulgação de algumas vagas e concursos na área de comunicação e divido com vocês. Os links dos concursos eu testei mas os mails eu não tive como confirmar.  Boa sorte a todos.

VAGAS PARA PROFISSIONAIS

MATO GROSSO, Cuiabá

Concurso do Conselho Regional de Enfermagem do Mato Grosso (Coren) oferece vagas em cadastro reserva para profissionais de Comunicação Social. R$2257. Inscrição até 16 de setembro.

http://www.quadrix.org.br/concursocorenmt.aspx

BAHIA, Salvador

Concurso do Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia (CRMV-BA) oferece vaga para Analista de Comunicação. R$2723. Inscrição até 16 de setembro.

http://www.quadrix.org.br/concursocrmvba.aspx

SANTA CATARINA
Fábrica de Comunicação seleciona Assessor de Imprensa – Currículo para o mail: jesica@fabricacom.com.br

 

VAGAS PARA ESTUDANTES

RIO DE JANEIRO

A SuperVia tem vagas para estagiários de jornalismo em seu Programa de Desenvolvimento de Talentos. A empresa oferece: Vale Transporte / Vale Refeição ou Alimentação / Bolsa de R$600,00 à R$ 1000,00 / Seguro de Vida. Interessados deverão enviar os Cvs para rh@supervia.com.br identificando no assunto do e-mail: ESTÁGIO JORNALISMO.

RIO GRANDE DO SUL, São Leopoldo

Estágio na área de Midias Sociais na Contato MS, para a cidade de São Leopoldo. Enviar currículo para diana@contatoms.com

Anúncios

SOS Bombeiros, vamos apoiar quem salva vidas


Assisti as imagens da manifestação dos bombeiros, da invasão do BOPE ao quartel e depois a coletiva do governador Sérgio Cabral. Me conectei ao twitter na hora, não consegui resistir. Tudo o que vi me chocou. Muito mesmo. Ver bombeiros atingidos por bombas, tiros e spray de pimenta foi assustador, e não adianta dizer que os tiros foram da única pistola apreendida com um bombeiro, o audiovisual desmente isso. Se um servidor público faz isso a outro, o que será de nós. As diversas reportagens mostram pessoas feridas, sendo atingidas por spray sentadas, revoltadas talvez com razão, e a força policial (cavalaria, caveirão, BOPE) cumprindo a “tarefa” solicitada pelo governador. Mas a cena que acredito mais impressionou a todos foi sem dúvida a dos bombeiros ajoelhados, mãos na cabeça, formando um SOS humano.  Virtual ou presencialmente, não se fala de outra coisa.

Como cidadã me revoltei de imediato. Como profissional, me permito postar aqui uma avaliação: a assessoria do governo deveria ter alertado ao governador acerca da ineficiência, mal-estar e antipatia de suas ações No imaginário da população, bombeiros serão sempre muito mais queridos do que qualquer um que ostente cargo político. Eles conquistaram merecidamente esse lugar. Não adiante tentar segmentá-los, apresentar os manifestantes como “um grupo de vândalos irresponsáveis”, unidos por uma suposta determinação político-messiânica  Eles são quase um patrimônio, heróis anônimos com quem sempre contamos quando enfrentamos grandes e pequenas tragédias.

Não vou questionar as ações sob a ótica legal, pois não tenho conhecimento nem qualificação para tal. Mas sei dizer qual a imagem política reultante, com ou sem intenção: este é um governo autoritário e truculento que avança contra profissionais que salvam vidas   E que ainda pretende se redimir destes  atos numa disparatada verborragia contra essa “coisa messiânica”, onde sobraram insinuações sem comprovação, que sugerem uma intricada teoria conspiratória envolvendo ex-governantes, deputados e evangélicos. Verdade? Pode até ser,  mas confesso que essa declaração naquele momento delicado me pareceu mais uma tentativa de justificar o injustificável. Uma pontada de intolerância que percebe as contrariedades como perseguição. E mesmo que fosse um “complô”, o que se espera de um governador é que ele saiba ter sobriedade em suas ações, maturidade política. seja um gestor resposável do dinheiro público, e acima de tudo, atue em prol da sociedade como um todo. Caso contrário, poderíamos distribuir essa vaga por sorteio no Carnaval. Não temos percebido nossos anseios atendidos, e com certeza não foi o que vimos hoje.

O governo pode processar os bombeiros presos, exonerá-los, fazer o que for, mas a realidade é que nessa batalha, com ou sem forças ocultas, ele foi o grande perdedor. A verdade? Ninguém teme perder o governador, confiamos no vice. Mas não queremos menos 600 bombeiros na corporação. Não queremos a imagem que se formou de um governo repressor, que oprime com condições indignas de trabalho e premia com a força bruta quem não se calar.  Amotinados? Motins nascem da insatisfação com a conduta tirânica e desigual na cadeia de comando. Já assistimos episódios de envio de força bruta desigual para coibir professores na porta da ALERJ, manifestantes civis e estudantes que exerciam sua liberdade de expressão repudiando a subserviência aos desmandos estadunidenses na visita de Obama,  agora contra os bombeiros. O que virá depois? É disso que a sociedade precisa?

Repito agora o que disse no twitter: Minha solidariedade aos homens e mulheres que por R$ 950,00 deixam suas famílias para nos socorres nas grandes e pequenas tragédias!

Paulo Ramos fala sobre Conselho de Comunicação Social


No início de novembro, o deputado Paulo Ramos e o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, Ernesto Viana, participaram do Programa ALERJ DEBATE, produzido pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. Eles foram convidados para debater o projeto de lei que propõe a criação do Conselho Estadual de Comunicação Social. Pela proposta, o órgão vai ter a atribuição de orientar e fiscalizar a atuação dos meios de comunicação. Um ótimo material para reflexão, a qualquer tempo.

O vídeo do programa está disponível no site da TV ALERJ

Share

Coordenador de conteúdo em empreendedorismo – Rio de Janeiro


O Instituto Dialog busca coordenador de conteúdo, com os requisitos e atribuições abaixo:

Objetivo funcional principal: Estruturar as metodologias, instrumentos e atividades do projeto de empreendedorismo como workshops, palestras, avaliações, entre outros; Estudar e orientar, de acordo com as condições de empreendimentos, os modelos de negócios vigentes.

Desafio administrativo e organizacional: Planejamento e criação de ferramentas para os projetos, entendendo o contexto e ajudando na formação de empreendedores; Estruturação da gestão de informação do projeto.

Habilidades técnicas: Gestão de informação; Aplicação de atividades de capacitação e seleção; Sistematização de processos; Desenvolvimento de materiais educacionais.

Habilidades interpessoais e para o trabalho em equipe: Oratória; Criatividade;  Bom relacionamento interpessoal;  Pró-atividade.

Requisitos essenciais: Noções de administração de empresa, gestão financeira, gestão de clientes, macroambiente, formação de preços, dentre outras; Experiência em projetos sociais; Nível superior completo

É desejável possuir especialização em gestão de negócios ou gerenciamento de projetos.

Carga horária: 44hrs semanais

Forma de contratação: CLT

Benefícios: vale-transporte e vale-refeição

Local de trabalho: Praia do Flamengo – Rio de Janeiro, RJ.

Os interessados devem enviar currículo com pretensão salarial até odia 02/03  para o e-mail vagacoordenadorconteudo@institutodialog.org

Share

 

I Encontro Carioca do Blog Mídia e Questão Social


Recebi este convite e achei muito interessante tanto para todos que se interessam pelo debate sobre a comunicação virtualizada. O Blog Mídia e Questão Social promove o seu I Encontro Carioca, com o tema Em tempos de comunicações virtuais @ DIREITO DE EXPRESSÃO, INFORMAÇÃO E QUESTÃO SOCIAL, nesta segunda-feira, dia 13 de dezembro, de 17 às 22 horas.

Local: Sede do Sindicato dos Profissionais de Educação – SEPE – RJ – Rua Evaristo da Veiga, 55, 7º andar — Centro – Rio de Janeiro -RJ

Convite

AS INSCRIÇÕES SÃO GRATUITAS, APENAS NO LOCAL

Mesa 1- Imagem, questão social e cultura: problematizações necessárias

PALESTRANTES : Marcia Carnaval – Mione Sales

Mesa 2 – Política e comunicação: desafios da experiência virtual

PALESTRANTES : Jefferson Ruiz – Nelma Espíndola – Leandro Rocha

 

Share

Audiência Pública – Conselho Estadual de Comunicação Social – RJ


Uma discussão importante e do interesse de todos. Eu já confirmei presença. Quem náo puder participar, continue acompanhando as propostas e as diferentes posições sobre o assunto.  Nem tudo é exatamente como a mídia tradicional (e comercial) alardeia. Abaixo o Projeto de Lei que cria o Conselho Estadual de Comunicação Social do Rio de Janeiro (CECS-RJ). Mais informações podem ser obtidas no blog do Deputado Paulo Ramos. Continue lendo

Vida virtual versus vida real: Um falso dilema!


Texto de Douglas da Mata, do Planície Lamacenta,  mostrando a esfera virtual como extensão de nossas existências reais. Ajuda a pensar o que seriam os “blogs sujos”.  Este texto foi publicado originalmente no blog do autor e também está reproduzido no blog do movimento #RioBlogProg.

Motivado por um post do blog do Roberto Moraes, onde o antroopólogo Hermano Vianna trata da “ciberbalcanização” blogosfera, como um fenômeno que se expressa pela formação de guetos ultraradicais dispostos a encerrar em si mesmos uma visão de mundo intolerante e beligerante, que pode se tornar uma ameaça real a sociedade, resolvi tratar desse assunto.

Para começar, é preciso o aviso de sempre: Não se trata de um postulado acadêmico, visto que faltam as ferramentas teóricas para tanto, e assim temos aqui uma compilação de intuições. Uma análise empírica, desprovida de compromisso de comprovar a si mesma, ou de ser legitimizada como uma posição uniforme.

Optamos pelo título para resumir a idéia: A premissa de que há uma vida “virtual” oposta ou concorrente a vida “real” é falsa, em nosso entender! Afinal, por trás de laptops e personal computers(PC) existem pessoas que pensam, agem e interagem em seu ambiente, ainda que o filtro pelo qual possam falar e ouvir boa parte da informação que produzem e recebem seja a internet, através de suas máquinas. Para combater essa suposta “radicalização” e estreitamento de grupos em guetos “virtuais” há a necessidade de abolir esse conceito que dicotomiza a vida em ambientes estanques. Não é possível vida “virtual” sem vida, portanto, repetimos: essa premissa é falsa!

Logo, a internet é um meio de comunicação, que guarda distinções em relação a outros meios, e inúmeras possibilidades, mas que, no fim das contas, está sujeita as mesmas condições de temperatura e pressão que qualquer outro, como submissão a interesses, disputas por controle, enfim, todos os elementos que integram o processo de hegemonização descrito por Gramsci. Continue lendo