Poesia visceral


Autor desconhecido

Quer seja curto ou comprido

Quer seja fino ou mais grosso

É um órgão muito querido

Por não ter espinhas nem osso

De incalculável valor

Ninguém tem um a mais

E desempenha no amor

Um dos papéis principais

Quando uma dama aparece

Ei-lo a pular com fervor

Se é um rapaz, estremece

Se é velho, tem pouco vigor

O seu nome não é tão feio

Pois tem sete letrinhas só

Tem um R e um A no meio

Começa em C e acaba em O

Nunca se encontra sozinho

Vive sempre acompanhado

Por outros dois orgãozinhos

Junto de si, lado a lado

O nome destes porém

Não gera confusões

Tem sete letras também

Tem L e acaba em ÕES

Prá acabar com o embalo

E com as más impressões

Os órgãos de que eu falo…

São o CORAÇÃO e os PULMÕES.

PENSOU BESTEIRA, NÃO É ???

Share

Anúncios

Voto em Serra porque …


Um vídeo produzido por universitários da UnB e veiculado no canal deles no You Tube “BrasileDesenvol”.  Segundo os autores, “um pouco de humor não faz mal a nínguém”. Eu concordo!

Share

Armadilhas filosóficas


As premissas analíticas da lógica aristotélica podem ser argumentos vitoriosos em muitos debates. Sem nem perceber muitos de nós as usamos quase automaticamente em questões particulares ou públicas. Mas seguir a lógica aristotélica ao pé da letra pode levar a conclusões absurdas como:

Deus é amor
O amor é cego
Stevie Wonder é cego
Logo, Stevie Wonder é Deus

Nada é melhor do que a felicidade eterna
Um tomate já é melhor do que nada
Logo, um tomate é melhor do que a felicidade eterna

Imagine um pedaço de queijo suíço daqueles bem cheios de buracos
Quanto mais queijo, mais buracos
Cada buraco ocupa o lugar em que haveria queijo
Assim, quanto mais buracos, menos queijo
Quanto mais queijo mais buracos e quanto mais buracos menos queijo
Logo, quanto mais queijo menos queijo!

Disseram-me que eu não sou ninguém
Ninguém é perfeito
Logo, eu sou perfeito

Toda regra tem exceção
Isto é uma regra
Logo, tem exceção
Portanto, nem toda regra tem exceção

Share

No intervalo


Pode relaxar! A essa hora, provavelmente a sua já voltou para a casa dela. Se não voltou, está prestando atenção no Faustão ou no Sílvio Santos. Tempo suficiente para salvar e enviar para zoar com os amigos. Eu até que dei sorte, tenho pena do meu pobre marido.

Será possível?

Share

No intervalo


Quem lembra da moça que passava vendendo de porta em porta? Faz tempo mas eu lembro … Não lembra? Tem certeza?

Vai add?

Share

Coletânea O Retorno da Hora do Espanto – XVII


Eu não acreditei quando li “Paiçandu” escrito assim. Me causou estranheza. Parecia erro de grafia. Não é, o nome da cidade é esse mesmo e fica no Paraná. É lá que milita o simpático Bimbim, com sua barba talibã e seu chapéu de mestre cuca.

Espero que esse faça somente bombas de chocolate...

Share

Coletânea O Retorno da Hora do Espanto – XVI


Para descontrair um pouco.  Geeente, não é que o Partido Republicano é cheio de figuraça? Será uma exigência para se candidatar?

A dupla dinâmica da pacata Araponga

Share